Seguidores

Quem sou eu?

Minha foto
Com o tempo a gente aprende que errar é humano, que todos nós erramos e que as vezes mesmo certos temos que abaixar a cabeça e pedir desculpa; E que as vezes é preciso ouvir o que as pessoas tem a dizer; Com o tempo aprendemos a jogar nessa vida, aprendemos que a cada tombo é preciso levantar de cabeça erguida; Aprendemos que nem todas as manhas são de sol, e que nem sempre tudo na vida é como nós queremos; Com o tempo conhecemos pessoas, e descobrimos sentimentos; Com o tempo aprendemos a dar valor a cada segundo que temos, pois aprendemos que em um segundo tudo pode mudar; A vida passa e descobrimos quem são nossos amigos verdadeiros; e as vezes que pessoas desconhecidas te valorizam mais, do que as que estão todos os dias com você; Com o tempo a gente erra mais também acerta e mais cedo ou mais tarde, a gente aprende que temos que aceitar cada um como é. E que ninguém é melhor do que ninguém pelo menos nessa vida; Com o tempo a própria vida vai ensinar como viver.

forms (: _pergunta pra mim ?

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

RSS

LUTO

O tempo não pára ! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo...
Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.
- Todos vão. Cedo ou mais tarde a qualquer hora em qualquer lugar. Vão sozinhos mas levam consigo todos ao seu redor. Quando se vai ; vamos juntos.
Mas a saudade que fica é de uma dor aberta que não cicatriza e esse cheiro de pesadelo que não termina, de dor, de sofrimento eterno. Um dia acaba.
Um dia vamos cansar de dormir e acordar com a cara inchada de tanto chorar um dia saberemos separar a dor e nos contentaremos em sorrir com o que se foi e chorar de alegria só por termos conhecido alguém especial.Esses dias vem ... assim quando menos esperamos !

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário